O Programa de Saúde Mental da Prefeitura de Piranhas conta com uma nova ferramenta no auxílio aos pacientes do Caps (Centro de Atenção Psicossocial) Marília Rodrigues, a Horta Terapêutica.⠀

A direção do CAPS já tinha um projeto para atender a necessidade dos usuários e abraçou a ideia, como apoio da Secretaria Municipal de Saúde, transformando o local em espaço para a prática terapêutica na produção de hortaliças.⠀

“Tão importante quanto é o cuidado da saúde mental é o de cultivar possibilidades de oferecer alimentos saudáveis. Pensando nisso, o CAPS Marília Rodrigues passou a desenvolver terapias de horticulturas, no intuito dos usuários entenderem o processo que vem desde o preparo do solo, semeadura e colheita, com o uso de técnicas naturais que auxiliam no tratamento dos pacientes, oferecendo mais qualidade de vida começando pela alimentação”, explicou o coordenador, enf° Genaldo dos Santos.⠀

Os benefícios de colocar as mãos na terra e lidar com a horticultura são muitos, como a melhora do convívio social, e os resultados tem sido tão bons que o secretário de saúde Bruno Lima já estuda uma parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sebrae para aprimorar o espaço e produção da horta terapêutica.⠀

Por Yela-Diane/Ascom.

  Piranhas Rosa: Prefeitura promove mutirão de ações preventivas contra o câncer de mama